fbpx
Início Matérias Saúde Mental em tempos de quarentena

Saúde Mental em tempos de quarentena

Não há dúvidas que estamos vivendo um período delicado, afinal, viver em meio ao surto de coronavírus não é algo rotineiro que todos estamos acostumados. Em todo tempo existe informações de como devemos proceder: ficar em casa; ter uma distância mínima de pessoas; usar luvas e máscaras etc. Mas você já pensou e se preocupou em como fica nossa saúde mental durante e após todo esse caos?

Temos a péssima mania de negligenciar nossa saúde mental por não ser algo palpável. Nessas condições é comum ter em nossa cabeça algumas perguntas: será que teremos emprego depois de tudo? Como vou pagar minhas contas? E se eu pegar esse vírus? Quando será o fim disso tudo? Tudo isso fica rondando em nossa mente, como se não houvesse outros problemas para nos preocupar.

Créditos: Freepik

O Brasil é o país que mais tem casos de pessoas com ansiedade ou depressão, cerca de 86% da população possui esses transtornos mentais, segundo a OMS. Esse número é maior que o número de pessoas com doenças como hipertensão, diabetes e problemas cardiovasculares. Se essa quantidade já beira o absurdo, imaginem durante essa quarentena?

“Tudo vai passar.” “É só uma fase.” São frases bem rotineiras. Mas será que ajuda mesmo nesse momento? A resposta mais fácil é sim, mas podemos fazer coisas simples que nos ajudam a acreditar e reforçar que essa quarentena irá passar, que isso é uma fase e que ficará tudo bem.

Ouça uma música que goste

Existe pesquisa que comprova que a música estimula nosso cérebro. O som de Weightless, por exemplo, é capaz de reduzir a ansiedade em até 65%. Propositalmente, “weightless” em inglês significa “sem peso, muito leve”. Então, se você está angustiado, está lendo várias notícias sobre o coronavírus, uma música, ou várias que você gosta e se sente animado ou até mesmo que te dê forças, pode redefinir para melhor o clima do momento. Apenas ouça. Reservar uma hora do dia para isso é bom para você se sentir mais calmo.

Não se encha de informação

É importantíssimo que você não fique vendo a toda hora notícias que irão te deixar preocupado e ativando mais ainda seus transtornos. Se informe, mas tente reservar apenas uma ou duas horas durante o seu dia para saber como estão os acontecimentos no mundo durante essa quarentena. Para quem tem ansiedade, saber dessas informações só irá trazer mais angústia e desespero em meio a tanto caos existente.

Ótimo momento para ler

Se você tem o hábito de leitura, e gostaria de ler tal livro e não lia porque sua vida, normalmente, é uma correria, essa é sua chance. Ativar a imaginação para algo além da sua vida real é bom para distrair. Leia um livro, uma fanfic ou qualquer fonte de leitura que goste e se sinta bem. Ah, se não gosta de ler, tudo bem, nada de desespero.

Mantenha uma rotina saudável

Hábitos e rotinas são atos saudáveis e nos fazem entender que temos o que fazer mesmo presos dentro de casa. Mas isso não quer dizer que você tenha que fazer tudo todos os dias. Estipulou atividades diárias durante a semana, mas em um dia acordou sem vontade de realizar apenas uma? Não faça. Queremos aliviar a pressão, e fazer apenas por obrigação é algo que não queremos agora. Importante lembrar que nessa rotina deve ter atividades que você goste de fazer. Novamente, nada de obrigações que cause fadiga ou stress.

Atividade física alivia angústias e estresses

“Não posso sair de casa para caminhar ou ir a uma academia.” Tem uma corda, um fio, algo do gênero? Pula corda. Tem acesso à internet? Por lá você vai encontrar pessoas que fazem atividades física dentro de casa ou até mesmo ioga. Psiquiatras e psicólogos sempre recomendam um pouco de exercício por haver liberação da endorfina (conhecido como o hormônio da felicidade), que promove a sensação de bem-estar, euforia e alívio.

Manter contato com pessoas

Se você vive sozinho ou com poucas pessoas na sua casa, mantenha contato com pessoas que vão te fazer bem, não precisa sair de casa para isso. Use seu celular. Ligue, mande mensagem, faça uma chamada de vídeo; isso pode aliviar você e a pessoa que você quer bem e que esse sentimento seja recíproco. Mantenha os seus por perto, mesmo que a distância física queira o contrário.

Créditos: Freepik

Bem, essas foram algumas dicas de como sobreviver a essa quarentena. Muito provavelmente você encontrará outras formas de como passar por isso. É só ir descobrindo o que te faz bem. Precisamos continuar vivos para quando tudo isso passar. Precisamos estar forte quando tudo isso acabar. Essa força e bem-estar estará em cada um de nós ou em apenas alguns de nós. Como diz Emicida: “Tudo que noiz tem é noiz”. E assim iremos nos reequilibrar, juntos.

Beatriz Carvalho
Leitora de lidas e livros. Gosto de registrar e observar as belezas simples do dia a dia, além de falar sempre que possível sobre essas belezas e leituras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.